retiro na ilha da berlenga

habitar a paisagem . caminhando : viajante e pescador

In situ

local: peniche
área: 400 m²
investigação
ano: 2014 - 2015



Bráulio Conceição, Carolina Delgado

Equipa:

O pescador e o viajante encontram-se num lugar ermo e solitário, que proporciona uma vivência quase conventual. No momento em que os caminhos se unem, pescador e viajante chegam ao retiro. O percurso que tinham vindo a trilhar adquire agora uma forma mais linear. Estão perante uma rua estreita conformada por duas frentes. Do lado do mar, o mesmo módulo repete-se várias vezes, oferecendo nove celas para repousar, emoldurando diferentes vistas sobre a paisagem. Do lado da ilha, uma parede cega funciona como muro de suporte, escondendo diferentes espaços colectivos, ligados entre si e iluminados por cinco pátios.

Both fisherman and traveler arrive to a beaten and solitary place, that proposes a convent like experience. Architecture and path meet, creating a built complex divided by the path that precedes it, and which now acquires a distinct linear character. We behold a narrow street, defined by two different sides. Facing the ocean, the module repeats itself several times, setting out various resting cells, and framing ocean views. On the opposite side, a containing wall acting as structural support, faces five patios and contains several buried spaces of varied functions. One side is characterized by cells intended for individual usage of space, whilst the other side defined by buried spaces, allows a collective living.